terça-feira, 28 de julho de 2009

Adeus Brasil!!!


ESTOU SURTAAAAANDO!!!!!
Alguém tem noção do que é ter apenas 3 DIAS em um país, em uma rotina, em uma cultura na qual você já está mais que acostumada e ter apenas 3 DIAS para mudar drasticamente a sua vida???
Eu não tenho noção nenhuma, por isso estou tão tresloucada! Por isso e por não conseguir terminar a droga da mala, como vou saber o que vou vestir daqui a um ano?????
Ontem sai com minhas amigas e dei um ataque nas Lojas Americanas, não me pergunte porque!
Anyway, deixe-me falar da minha aventura desses últimos dias.
Quarta de manhã, quatro mulheres sobem em uma caminhonete (eu minha mãe e minhas duas irmãs) com destino à Estrada Real. Passam por cada grota sensacional, pegam balsas, estradas de terra precárias, lugarejos impensáveis (alguém já ouviu falar em Capela do Saco?) com destino à Carrancas, com apenas um mapa na mão e os tóteis da Estrada Real.
Chegam em carrancas já de noite, encontram com uns familiares vão jantar na cidade no único restaurante de lá. Luz de velas, macarrão com cogumelo e doces regionais.
Acordam cedo, vão para cachoeira, Luiza quase morre na água gelada, se corta por andar nas pedras, mas mesmo assim ama de paixão o passeio.
Logo depois, pão com linguiça e Guaraná, Luiza sabe que vai sentir falta daquilo...ah se vai...
No mesmo dia mais chão até Crusília, encontram, com os tropeiros, resgatam o pai no meio da cavalaria e vão jantar, mais macarrão e velas.
Dia seguinte Paraty, a estrada é mais do que precária e chove muito! Barrancos despencam e deixam só um espacinho para a caminhonete tentar passar sem vacilo. É preciso atenção, não ter medo e descer algumas vezes do carro na chuva para conferir se o carro consegue passar.
Paraty é a mesma gracinha de sempre.
Os tropeiros chegam no marco zero da Estrada Real. Buzinário na entrada da cidade.
Dia seguinte só passear pelas belas rua, camarão, lula e admirar o mar que invadia a cidade.
Último dia, acordam de madrugada e deixam o lugar, agora por uma estrada pavimentada e duplicada

Foi uma viagem e tanto, foi uma super despedida de algumas das coisas que mais gosto nesse país maravilhoso.
A próxima viagem? Rumo a Dinamarca!!!

A Ranger e a balsa capenga...juro que achei qua agente ia cair.


Sol e água cristalina, quero levar um pedaço pra mim!!


Cachoeira


A estrada mais que precária e lameada...esse trecho ainda estava bom.

quarta-feira, 22 de julho de 2009

Avisos e bora acompanahar a cavalaria!

Gente to indo viajar, volto antes que o pessoal do Bee Writer me mate ok? hahahha
Estou indo acompanhar meu pai que está em uma expedição à cavalo de São João Del Rei até Paraty. Nós vamos de carro parando nos lugares mais bonitos, fazendo um apoio básico.
A expedição já começou semana passada mas só podemos ir hoje porque ontem teve outra apresentação de ballet lá em Congonhas, grupo profissional é outra história! hahahahaha mesentiaStefhany Daí minha mãe teve que me esperar e vamos hoje, ou melhor, agora.
Então gente, me desculpem por não responder os comentários ainda e nem postar, prometo que faço tudo isso na volta!
Beijinhos e vou ficar com saudades

segunda-feira, 20 de julho de 2009

Oh boy, I'm an Exchange Student...


(meu cartão de Rotary, ele tem outras informações, mas não vou colocar aqui por uma questão de segurança)

Esse fim de semana foi minha última reunião com o D. 4520, uma espécie de formatura do pessoal que vai fazer intercâmbio, foi bem tranquilo, eles só deram umas últimas orientações, uns avisos finais, entregaram os crachás...fizeram agente cair na real.
Ver todo mundo lá, todos aqueles que fizeram prova comigo há mais de uma ano atrás com os blazers com o emblema "Rotary Youth Exchange" já enchendo de pins, distribuindo cartãozinhos me fez pensar "CAAAAAAAAAAAAAAAAAAAARAAA isso é de verdade!!"
Em menos de duas semanas eu serei a embaixadora do Brasil no exterior!(é brega eu sei, mas é Rotary né?)
Dá medo muito medo...

A turma do D.4520, até parece gente hahahha

domingo, 12 de julho de 2009

Notícias da Dinamarca!

Tanto tempo sem notícias da minha nova vida que o blog estava quase perdendo o propósito, mas o que estava acontecendo é que me bateu aquele medão de uns tempos pra cá ao pensar que ESTÁ CHEGANDO!!!
Eu não tinha pensado direito nisso e estava levando tudo na maior animação, mas essa semana acorde: caaaaaaaaaaaaaara falata menos de um mês, menos de um mês pra eu pisar naquele país gelado e mudar minha vida! Bateu um desespero também na hora de cair na real o tanto de tempo que é um ano inteiro, já viajei pra fora sem minha mãe, mas no máximo durante um mês, agora são doze vezes tudo o que já fiz, AI MEU DEUS!!!
Tô em pânico mesmo.
Mas a notícia que chegou hoje foi do meu concelheiro Dinamarquês, Arne, que é um amor de pessoa, ele já me passou minhas atividades da minha primeira semana:
Dia 2: Chego em Billund as 17:50 e viajo pra Svendborg. Só vou querer desfazer as malas, dormir e chorar de saudades do Brasil.
Dia 3: Vou ao cartório me registrar como cidadã Dinamarquesa (emoção *.*), criar uma conta no banco e comprar um celular para meu uso na Dinamarca.
Dia 4: Serei apresentada ao Rotary club de Svendborg, MERDO!
Dia 6: Arne organizpu um churrasco para me apresentar as minhas 4 familias.
Dia 10: PRIMEIRO DIA DE AULA!!!! VOU MORRER, VOU MORRER, EU VOU VOMITAR DEPOIS EU VOU MORRER!!
Dia 11: Churrasco anual do preseidente do Rotary club e eu sou a convidade especial. Bacaaana, uma festa em que todos falam Dinamarquês MENOS EU!!!!
Nem preciso falar que eu estou em uma pilha de nervos certo?
Não sei se fico viva até o dia, já estou ficando louca, logo logo pulo da janela!!

quarta-feira, 1 de julho de 2009

Um mês, quatro semanas, TRINTA DIAS!


Isso é tudo que me resta aqui no Brasil, tudo o que me resta nessa vida que levo hoje, tudo o que me resta ao lado das pessoas que demorei tanto para cativar e hoje são meu conforto, é tudo que me resta antes que eu suba naquele avião e tudo mude completamente.
Daqui a exatamente um mês estarei subindo em um avião, apenas essa garota que, no auge dos meus 17 anos, irá sozinha conhecer lugares que nunca imaginou, falar uma língua que nunca pensou em aprender, morar em casas de completos desconhecidos e ficar um ano longe de seu amado país e das pessoas que ama.
SERÁ QUE CONSIGO???
O desespero bateu forte, por sorte ja está tudo pago e não tem como voltar atrás...por sorte mesmo?

-46 seguidores? Obrigada! *_____*