O que eu levei no meu mochilão - China, Hong Kong, Tailândia e Malásia

Uma das minhas maiores dificuldades na preparação para esse mochilão foi selecionar o que levar. Minha mochila precisava ficar o mais compacta e leve possível por conta dos voos internos que iríamos pegar e a falta de grana para despachar a bagagem. Na Air Asia cobravam 60 euros por bagagem e a gente não queria gastar esse dinheiro. Sem contar que em uma viagem como a nossa, em que não passamos mais de 3 noites em um só lugar, andamos de tuk tuk, ônibus, trem, barco e mais ainda de viação canelinha (a pé), quanto menos coisa para arrumar e carregar, melhor.

Mas claro que não poderia deixar de levar nada importante, afinal, se o intuito era economizar ao máximo, não queria comprar nada por lá que eu pudesse levar de casa. Além disso meu cabelo é quase uma segunda pessoa de tão exigente, então conseguir levar tudo que precisava para não ficar parecendo uma palha de milho seria um desafio por si só. Porém o maior desafio mesmo foi conciliar as roupas de frio para China e Hong Kong e as de (muito) calor de Tailândia e Malásia.

Eu tenho uma mochila de 50L da Quechua, Forclaz, lindinha, lilás, que amo. Ela é bastante resistente e 50L me servem bem. Foi o tamanho perfeito tanto para a América do Sul quanto pra Ásia. Eu já até tentei carregar mochilas de 60 e 80L, mas essa coluna de ex bailarina não aguentou muito bem. No total minha mochila saiu do Brasil pesando 8kg.



Além do mochilão levo uma mochila menor que chamamos de "mochila de ataque". Essa mochila é essencial para levar como bolsa de mão, para caminhadas longas, para tours em que você terá que pernoitar, aventuras mais arriscadas, enfim, qualquer coisa que não dê pra levar o trambolho do mochilão, mas que precise de mais espaço. Eu tenho uma da Kipling, que eu usava no ensino médio, e eu sinceramente não recomento. Por mais que seja uma excelente mochila, super espaçosa e resistente, não dá pra caminhar longas distâncias com muito peso com ela nas costas, já que ela pesa muito e não tem o prendedor da cintura que ajuda a distribuir o peso. Nesse caso recomendo uma mochila própria de aventura, mas eu mantenho a minha de escola até animar gastar numa nova.

A Kipling inseparável


Além da mochila de ataque, levo uma bolsa de pano que comprei na Bolívia. Leve, não ocupa espaço e pode sujar a vontade, serve de bolsa de praia, para sair de noite, caminhar na cidade e tudo mais.

Agora chega de besteira e vamos ao que levei na minha mala para um mês na Ásia, entre praias e temperaturas negativas:


  • 1 par de botas de trekking (não é super necessário, um tênis bom serve, mas eu particularmente amo)
  • 1 par de Havaianas
  • 1 par de sapatilhas (usei uma noite e foi só pra constar, saía para boates e afins de havaianas mesmo)
  • 7 pares de meias
  • 2 toalhas de microfibra (seca rápido e não ocupa espaço, levei uma pra banho e uma menor pra praia)
  • 2 biquinis
  • 7 blusinhas/camisetas
  • 2 shorts
  • 1 calça jeans (desnecessário, mas de novo, é uma preferência minha)
  • 1 legging
  • 1 saia longa
  • 1 jaqueta corta vento e ipermeável (serve pra TUDO, inclusive pra chuva)
  • 1 blusa fleece
  • 1 pijama (bem velhinho, pra deixar pra trás)
  • 7 calcinhas
  • 3 sutiãs

Além disso, comprei um vestidinho leve que usei muito, calças com elefantes que todo bom turista compra e um cachecol grosso já que a roupa de frio pra China não foi suficiente.

Claro que tudo varia de um lugar para o outro, por exemplo, na América do Sul eu usava apenas leggings e bota todos os dias, enquanto na Tailândia shorts e chinelos eram os looks principais. Essa lista é pra viagem específica que fiz pra Ásia.

E não se preocupe, você irá lavar roupas, por isso o ideal é levar o suficiente pra uma semana. Além disso, não se preocupe em repetir roupas ou em ter apenas um visual pra sair a noite, ninguém se importa, mesmo, e só você sabe como é chato carregar isso tudo nas costas.

Minha bolsa de banheiro era na verdade três saquinhos Zip Lock separados por tipo de produto e meus produtos de cabelo foram os que mais pesaram, mas deixei tudo para trás antes de pegar o voo da Air Asia para Malásia.
  • Protetor solar (de corpo e rosto)
  • Yamasterol (creme multiuso, coisa de cacheada)
  • Óleo para o cabelo (cachos cachos)
  • Condicionador (não uso shampoo)
  • Creme para pentear
  • Creme para praia (meu cabelo é muito seco, passava sempre que saía do mar)
  • Pente
  • Desodorante
  • Maquiagem (basicamente rímel e pó)
  • Escova de dente
  • Pasta de dente
  • Hidratante (sério, necessário)
  • Sabonete (melhor levar líquido)
  • Absorventes
  • Lenços umedecidos (para dar uma melhorada em dias de aeroportos e para lugares sem papel higiênico principalmente)
  • Hidratante labial
Deixei muita coisa pra trás, nessas horas não podemos ser apegadas.

Por fim, as demais coisinhas importantes para uma mochilada de sucesso:
  • Doleira (para deixar debaixo das roupas, usava todos os dias)
  • Cadeados (2, para mala e eventuais lockers)
  • Mascara de dormir (muitas vezes você vai dormir com 16 pessoas no mesmo quarto e elas vão, sim, acender as luzes a noite toda)
  • Guias de viagem (sou old fashion)
  • Livro de literatura (o menor possível)
  • Carregadores
  • Ipod
  • Fones
  • GoPro e acessórios 
  • Pasta de documentos com reservas e passagens.
Agora sim, tudo pronto pra uma aventura incrível!

Claro que isso não é nenhuma ciência exata, vai faltar coisa, sobrar coisa, mas com esse básico te prometo que você não vai ficar na mão do outro lado do mundo.

Comentários