Abandono total e Conferência Distrital

ah que abandono!
eu sei que esse blog eh só pra mim, mas eu me prometí ser assídua no registro da minha nova aventura, logo agora que tanta coisa aconteceu eu abandonei isso aqui =(
e aconteceu muita coisa mesmo! então nesse post vou flar do feriado do dia 18 ao 21 e no próximo falarei do que aconteceu logo no dia depois

então, no feriado da semana santa foi a conferência destrital que acontece todo ano do Rotary, é a reunião mais importante do ano rotário e todos relacionados deveriam ir, inclusive os intercambistas que estão aqui e que ainda vão.
a conferência começou dia no sábado mas na sexta peguei um ônibus com o pessoal do meu clube e viajamos a noite toda. Eu não conhecia ninguém, só o meu concelheiro, mas como sou a única intercâmbista de Itabira desse ano todos os rotarianos já sabiam quem eu era. no nosso ônibus tinham, além de mim, mais 4 jovens intercambistas, Emanuel da Bélgica, Alexa da Hungria, Witchapon(se eh q eh assim q escreve) da Tailândia e Cameron da Austrália. Mas de brasileiro só eu mesmo. Quando entrei no ônibus todo mundo já estava em seus lugares, os intercambistas la atras conversando em ingles e os adultos na frente, esses últimos logo me chamaram para conversar e queriam saber se tinha novidades do meu intêrcambio. depois de um tempo parei de conversar, sentei sozinha e já ia dormir quando escutei "hey dude, let's go there to talk with us!" era o Cameron. só o conhecia de vista e tinha uma quedinha por ele. ele não é nenhum Deus, mas é loiro, forte, super alto e de olho azul, do tipo que sou fraca.
assim que cheguei la atrás comecei a conversar com o Emanuel que já conhecia antes e a Alexa que é um amor de pessoa, o Cameron mesmo foi para um canto qualquer. depois o Emanuel gritou "com'on man! u said that u wanna talk to her and go away?" ele levantou na maior má vontade e começou a resmungar com uns 'fuck' no meio e sentou do meu lado.
começamos a conversar em ingles ja q ele n fla NADA de portugues. se eu sentia alguma pinta de atração por ele foi sumindo a cada instante até que já havia umas 3 horas que ele não parava de falar e eu passei a detesta-lo. sem contar q eram la pelas 3 da manha! em resumo: o garoto eh hiperativo e não conseguiu dormir, e nem me deixou dormir. se eu virava e fechava os olhos ele me cutucava e flava de novo, sem contar que com aqueles papos eu já estava pedindo para morrer!! ele flava da coleção de 27 pares de tênis delem, me flou que pegou 40 garotas nos 3 meses que esteve no Brasil e outras coisas q definitivamente n m interessavam!
mas lá pelas 5 da manhã, como em um milagre, consegui dormir....mas de repente começo a sentir a mão dele por baixo do meu cobertor e pegando minha mão depois ele começou a passar a mão no meu braço e cintura, tomei um susto, acordei e fiquei alerta o resto da viagem.
chegui MORTA em poços de caldas e fomos acomodados em nossos quartos, como o nosso foi o primeiro onibus a chegar eu aproveitei para correr para o quarto e dormir um pouco. logo depois chegou minha primeira companheira de quarto, o q foi meio decpcionante:todo mundo ficaria no quarto com jovens e so no meu colocaram uma oficial d intercambio ¬¬' mas as coisas melhoraram logo depois quando chegou a Helle, uma dinamarquesa que me contou um monte sobre a Dinamarca e logo ficamos inseparaveis!
e os próximos três dias se desenvolveram assim: ensaios para a conferencia(musica Imagie e umas outras paradinhas), passeios pela cidade com os intercambistas, reuniões sobre intercâmbio, coquetéis, jantares, solenidades, apresentação e no último dia foi o baile.
só sei que amei muito tudo! conheci pessoas de todo o mundo, e otimas pessoas do brasil tambem! dancei muito no baile, sambei com americanos e australianos, dancei valsa com um australiano(aiai Neil *.*), dancei forró com um tailandes e uma dinamarquesa, dancei roberto carlos com um taiwanes...o chato foi que algumas beasileiras bitoladas chamaram os estrangeiros(claro que os gatos ne) para fugir de la e irem para um bar. achei pessimo, mas relevei...so sei que curti muiito! no final da festa o tailandes que esta em itabira veio ate mim e disse "você dança muito bom!" achei a maior gracinha
no fim os estrangeiros nos deram seus cartões de contato e trocaram pins entre sí. é que no Rotary todo mundo tem um blaizer do intercambio e cada um tem seu pins, ou broches, que eles trocam entre os inbounds(estrangeiros) nos outbounds(brasileiros) naum temos blaizers nem pins então agente não troca ainda, mas achei a coisa mais fofa do mundo quando uns tailandeses vieram até mim e me entregaram uns pins, cartõezinhos e fitinhas do país deles. eu falei "mas nem tenho pins para trocar ainda" e eles responderam "agente sabe, mas quer dar para você para você não esquecer" ounnnn *.*
a volta, graças a Deus foi melhor. Cameron estava morto e eu também e dormimos quase o tempo todo. ele foi do meu lado mesmo e ficou pegando em mim, mas nada d+. dormí como uma pedra e nem vi mais nada...

adoro esses dois! Alexa e Emanuel

querida Helle dinamarquesa e eu com o blaizer cheio de coisas do Emanuel

Passeios pela cidade

o tailandês mais gracinha

aulinhas de dinamarquês express

A turma ensaiando a apresentação que seria de noite

o Neil na melhor valsa de todas *.*

Postagens mais visitadas