O que te faz continuar?

Fé, palavra abstrata, não se sabe o que é, mas se sente.
Sempre tive muita fé, sempre segui minha religião e mesmo sendo mal interpretada e questionada muitas vezes por causa da mesma, tenho muito orgulho do que sou.
Sou espírita. Nunca fui batizada, não vou a igreja (vamos a uma casa espírita), acredito em reencarnação, não fiz primeira comunhão, crisma ou qualquer outra coisa do tipo que religiões tem, acredito sem Deus, sigo jesus, tomo passe, acredito que a morte não é o fim de tudo e sigo a religião de forma filosófica e científica.
Sei que depois de ler isso muita gente vai torcer o nariz e pensar que sou mais uma dos lunáticos que existem por ai e não vai me levar a sério, mas acho, e todos deveriam pensar assim, que fé é uma questão de ecolha. É algo pessoal, que serve para confortar e para axiliar o ser humeno na eterna busca por respostas. Não se sabe o que é certo. Deus, ou qual for a força superior que rege todas as coisas, não veio a terra e fez um anúncio dizendo que tal religião é a correta, portanto cada um é livre para seguir o caminho que escolher em busca da verdade.
Minha fé me conforta, me consola, me faz crescer. Não me importa qual a sua fé, mas se ela te faz bem, te faz apenas evoluir, ela é a certa, para você.
Não importa o que dizem por ai, a verdade absoluta é uma só, o que muda são as formas de interpreta-la.



Pauta para o Projeto Escritores

Comentários

Erica Ferro disse…
Ah, gostei, Luiza.
Como eu costumo dizer 'Cada um tem a sua verdade e a defende como pode'.
Religião é algo complexo.
Cristianismo é algo complexo.
Aliás, tudo é tão complexo, hehe.
Mas enfim, precisamos escolher o que seguir, né?

Beijãão. ♥
Misa B. disse…
Concordo plenamente que Fé seja uma questão de escolha e todos somos livres para acreditar, ou não, em algo. Gostei do texto. :)
D disse…
faço das suas palavras as minhas nesse post!
isso ai padova!!
Tah disse…
Luu quanto tempo num venho aki...
noss adorei esse post
mais uma vez vc escreve belamente e sobre um tema muito discutível
bjinhus
Thais disse…
Luiza
Venho acompanhando seu diario de bordo desde o principio, não pq ter uma grande amizade com vc(isso por falta de oportunidade), mas ele é realmente interessante de ler, e realmente achei bacana o que vc escreveu neste texto, mtas vezes as pesssoas torcem o nariz qnd digo q sou espirita, e dizem que é macumba e etc.. ^^ Huehueh Melhor mesmo é rir ao ouvir algo assim! Boa sorte com o seu intercambio!!! Tudo de bom!
Beijoo
Ana disse…
Nossa Lu, não tenho nem o que falar, você disse tudo, também sou espirita e também acredito acima de tudo na fé
e agora mais do que nunca a gnte tem que se apegar a ela